Já foi mais simples

não olhe pra tras“Você quer encontrar a solução
Sem ter nenhum problema
Insistir em se preocupar demais
Cada escolha é um dilema.”

(Capital Inicial)

Remédio pra ansiedade, remédio pra dar energia, pra dormir, pra acordar. Pílulas de diárias de ânimo. Eu me auto diagnostico com o mais alto nível de hipocondrismo. Mas esse tipo de medicamento não costumavam fazer parte de meu receituário diário. E a vida costumava sem mais simples.

São tantas coisas acontecendo. Tanto compromisso, tantos deveres que precisam ser organizados, realizadas e entregues. Acho que quando digo isso eu consigo englobar em todos os setores da minha vida. Pessoal, profissional, intelectual, espiritual, psicológico, físico, emocional, financeiro…

Fico parecendo reclamona, queixosa… Mas não é bem assim, eu até que gosto da correria, mas se eu pudesse me dedicar ao máximo a cada uma dessas tarefas tudo seria mais interessante. O que eu não gosto é de fazer pela metade. Porque eu não acredito que as coisas “meio boas” são suficientes. E fora isso, eu sinto falta de ir ao cinema, de ficar de bobeira no sofá vendo filme, e da minha caminhada diária que eu já estava ficando acostumada.

Desse jeito fica difícil resolver tudo que me propus a fazer e não encerrar 2015 com uma grande dívida comigo mesma. Eu já percebi que não importa o quanto eu me programe, sempre vai faltar tempo e sobrar obrigações.

Agora uma musiquinha pra eu mesma tentar absorber: Capital Inicial – Não Olhe pra Trás.

 

Por Maísa Ávila.

Anúncios

Algum comentário sobre o que eu disse? Me conte..

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s