Por um 2015 mais leve.

Final de ano, o momento ideal para fazer um balanço da vida. Analisar o que está errado pra tentar melhorar, e implorar pra Deus que o que está bom não mude. Minha vida amorosa vai muito bem. E não é sobre isso que eu quero falar agora.

Post desabafo

Tenho sofrido de ressaca moral. E sei que é até feio eu vir aqui e dizer que a minha parte boa eu quero piorar. Mas a verdade é que fazendo isso talvez eu me sinta um pouco mais feliz. Estou cansada de evitar brigas sozinha. Dizem que uma andorinha voando sozinha não faz verão, e eu tenho achado que uma única pacificadora não faz a paz, que talvez só prolongue uma guerra fria. Pode ser que seja melhor deixar que a bomba exploda com todas as coisas ruins para poder reconstruir logo os pedaços do que sobrar de bom. O que não dá mais é para me esforçar para que as pessoas não se sintam mal e constrangidas enquanto eu me desdobro em sorrisos sem graça, desfalando que que disseram de errado, criando uma versão menos humilhante da história, tentando acreditar no bem das pessoas e que tudo foi apenas um mal entendido.

Chega de tolerância com os inconvenientes, de levar patada por pouca coisa, de aceitar grosseria gratuita, de criar um momento agradável pros outros e esperar que minha hora chegue. Não, eu quero ser livre agora, eu quero direitos iguais. Não é do conhecimento popular de que quem fala o que quer escuta o que não quer? Pois bem. Assim será.

Não aguento mais donos da verdade, não há verdade absoluta, cada um tem sua ideia de vida e eu respeito a de todo mundo e quero que respeitem a minha.

Não gostou de algo que me deixa feliz? Problema seu, guarda pra você, porque eu não tô te perguntando. Sua opinião sobre minha vida é irrelevante. Eu sou o personagem principal da minha história e coadjuvantes nem sequer têm fala nesse roteiro. Você não é melhor do que ninguém pra destilar seus venenos e sair impune.

Pode até ser que agindo assim eu me torne um desses inconvenientes, e eu sei também que não tenho que adular ninguém, mas uma coisa é certa, a tolerância zero será utilizada (e com justiça) apenas contra os intolerantes.

Não há mais paciência para os que querem a todo custo se sobressair. Se conto uma conquista pra alguém, a dessa pessoa sempre vai ser maior, mais bonita e mais fácil. Percebo que ficar feliz pelos outros caiu em desuso. Tem também os que querem competir até nos fracasso, nesse caso o da pessoa será o pior de todos, o fundo do poço e quase a morte.

Observando coisas e pessoas me sinto infeliz, são tantas conveniências e tentativas em vão de pacificação que eu sinto que poderia muito bem seguir minha vida sozinha com meu amor e minha família, mas aí eu seria criticada e talvez até chamada de seca e esnobe. Aí eu penso, pra que quero compartilhar meus bons momentos com quem nem ao menos se importa comigo? Esses eu quero guardar sim só para os especiais.

Tenho dito tudo na primeira pessoa, mas acredito que esse seja um texto heterogêneo. Alguns podem me criticar pelas verdades ditas, e outros podem se identificar pelos sentimentos lidos. Mas cada um é cada um e eu estou feliz por ter dito. Hashtag Pronto Falei.

Minha avó diz que é só não dar ouvidor, fingir que não é comigo e mudar de assunto. E é só isso que eu tenho feito. Eu tenho sim, há muito tempo, tentado ser uma pessoa boa. Mas chega um momento que isso cansa. A tristeza invade os sonhos e você sofre até dormindo. Estou me sufocando em palavras não ditas, me afogando em sentimentos ruins. Fico sem ar só de pensar nisso tudo. E esse é um basta, se eu própria não me defender quem irá?

Minha mãe me ensinou a não levar desaforo pra casa, e tá na hora de por esse conhecimento em prática.

Por Maísa Ávila

Anúncios

4 comentários sobre “Por um 2015 mais leve.

  1. Também compartilho desse sentimento Maísa – Falou por mim. E pra completar, já comecei a gritar meu silêncio. Isso vai dando uma sensação de alívio! Uffa!
    Ótimos textos.. Parabéns pelo blog! 😉

    Curtido por 1 pessoa

Algum comentário sobre o que eu disse? Me conte..

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s