O som da infância

Final de semana da minha infância alternava entre acordar ouvindo Roberto Carlos, Zezé Di Camargo e Luciano ou Padre Zezinho. E lá estava eu, de pijamas, cara amassada e meias atrás da minha mãe, que adorava aproveitar seu momento de descanso pra tirar tudo do lugar, limpar a poeira e guardar de novo. A faxina semanal.

As férias da infância eram desfrutadas em Caldas Novas, com o mesmo repertório de ida e vinda: Só pra Contrariar.

Ainda hoje, quando ouço “abençoa, Senhor, as famílias, amém”, me vem toda essa cena que acabo de descrever, com o máximo de vivacidade que um cérebro é capaz de produzir. E eu me emociono. As viagens ao som de SPC foram tão marcantes que ainda consigo cantar todas as músicas do disco de 1997.

Acho que vou me lembrar de tudo isso até o meu último suspiro. E o que eu posso concluir é que infância feliz faz bem pra memória.

Por Maísa Ávila.

Anúncios

2 comentários sobre “O som da infância

  1. Filha, me emocionei, pra mim também são lembranças que marcaram muito, que bom que eu sou parte dos muitos momentos felizes da sua vida e você da minha tenho certeza que assim como eu você também saberá proporcionar muitos momentos assim para os seus filhos.

    Curtir

Algum comentário sobre o que eu disse? Me conte..

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s